BUSCA

Melhores Práticas Urbanas podem apoiar as cidades na implementação da Nova Agenda Urbana

compartilhe:


A disseminação de soluções inovadoras, com resultados positivos para seus cidadãos, possibilita uma reflexão sobre a integração das diretrizes traçadas pelo novo pacto global e favorece uma urbanização sustentável.

O Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos na América Latina e o Caribe, através de seus projetos e iniciativas, colabora com outras organizações da região para identificar projetos que geraram um impacto tangível na vida das pessoas. O propósito é difundir conhecimento e incentivar outras intervenções urbanas semelhantes. A identificação e promoção de transferência de conhecimentos permite que soluções duradouras cruzem fronteiras e gerem impactos positivos em outras localidades que enfrentam os mesmos desafios urbanos.

O mapeamento de Melhores Práticas Urbana reúne o ápice do capital humano. Este conhecimento expõe uma coleção criativa e inovadora de respostas positivas às problemáticas vividas nas grandes cidades. Sua disseminação permite as cidades abrir-se para novas ideias e testar se estas são adequadas e viáveis dentro de seu contexto cultural, social, ambiental e urbano. Ao enfocar-se nos resultados alcançados, esses exemplos práticos exibem novas perspectivas para cidadãos e autoridades e propiciam instrumentos para a melhoria de políticas públicas e gestão como um todo.

A urgência de compartilhar boas práticas não é só necessária como imperativa neste momento. Com a urbanização expandindo-se em níveis sem precedentes, povoados, municípios e cidades precisam tomar decisões rápidas, conscientes e informadas, que permitam que este crescimento seja sustentável. Alavancar a transferência de conhecimento entre prefeitos e gestores urbanos também é outro passo imprescindível para alcançar o sucesso na implementação da Nova Agenda Urbana. A ausência do caráter vinculativo desse compromisso mundial atribui a esses representantes um papel predominante de assegurar que as normas acordadas serão seguidas. Projetos inovadores nascem cada vez mais nas próprias cidades, dando respostas específicas às necessidades locais. Com isso, o governo nacional perde espaço neste campo de ação e cabe cada vez mais aos gestores locais inspirarem e incentivarem essas mudanças em suas cidades.

Aprender sobre os erros e acertos de iniciativas de sucesso também gera um impacto positivo nas contas públicas, ao suscitar eficácia ao processo e proporcionar economia de tempo, estudos, planejamentos e recursos humanos. Por que reinventar o que já está dando resultados positivos? Reproduzir, no entanto, não significa adotar as mesmas estratégias às cegas.

Reproduzir, no entanto, não significa adotar as mesmas estratégias a cegas. A adaptação ao contexto local é fundamental para entender e atender às necessidades específicas de cada população e realidade da cidade.

Neste sentido, Melhores Práticas atuam como uma bússola, apontando a direção a seguir, mostrando os erros de percurso e estabelecendo os componentes mínimos para esta jornada. Aqueles que desejam seguir o mesmo caminho certamente encontrarão o destino mais fácil. Basta com não se esquecer de comprovar a viabilidade da viagem, certificar-se que a tripulação está a bordo e corrigir a rota de acordo as capacidades de navegação.

Fonte e mais informações: archdaily brasil

RBCM. Laboratório de Investigação do Espaço da Arquitetura. Departamento de Arquitetura e Urbanismo. Centro de Artes e Comunicação. UFPE . Recife — PE. (81) 2126.7362